Nióbio, um dos metais mais raros, é ‘brasileiro’

Curiosidades sobre os metais
>  Nióbio, um dos metais mais raros, é ‘brasileiro’

O nióbio é um elemento químico usado como liga na produção de aços especiais e um dos metais mais resistentes à corrosão e a temperaturas extremas. Quando adicionado na proporção de gramas por tonelada de aço, confere maior tenacidade e leveza.

O nióbio é atualmente empregado em automóveis, turbinas de avião, gasodutos, em tomógrafos de ressonância magnética, na indústria aeroespacial, bélica e nuclear, além de outras inúmeras aplicações como lentes óticas, lâmpadas de alta intensidade, bens eletrônicos e até piercings. 98% de suas jazidas estão no Brasil e 2% no Canadá.

O corte a laser de chapas metálicas

Curiosidades sobre os metais
> O corte a laser de chapas metálicas.

O corte a laser é um processo que usa um feixe de luz de alta potência para derreter o material de uma peça possibilitando o corte e gravação.

O laser amplifica a energia da luz a ponto de aquecer o material numa determinada região.

Esse feixe de luz é tão denso que derrete e faz o material evaporar‚ possibilitando não apenas o corte complexo de peças de diversos materiais como também a gravação através da regulagem de energia e profundidade.

Minas Metal e as curiosidades sobre os metais – O bronze

Minas Metal e as curiosidades sobre os metais – O bronze.

É uma liga metálica formada por estanho e cobre, resultado de um equívoco realizado por ferreiros de 3.000 anos atrás, que misturaram cobre e estanho na tentativa de aumentar o volume do cobre. Por ser um material flexível, seus restos podem ser fundidos novamente e utilizados na produção de novas peças. E isso o diferencia do cobre e do ferro, que são duros e de difícil manuseio. O povo do Egito antigo e os gregos fabricavam sinos com bronze porque este material produzia uma excelente ressonância, e hoje vários instrumentos musicais são construídos com bronze, além de objetos de decoração. 

Curiosidade sobre os metais – o mais abundante e o mais raro

O metal mais abundante na crosta terrestre é o Alumínio (foto), um material leve e resistente. A Minas Metal o utiliza para diversas finalidades porque, além de ser leve, é muito resistente e não oxida.

Já o metal mais raro do mundo é o Antimônio, elemento que tem monopólio da China e está listado entre aqueles com risco de extinção.

Aliás, 97% de todos os metais raros do planeta, como o neodímio, o estíbio e o escândio são produzidos na China.